Painéis Fotovoltaicos Renováveis

Sabia que o preço da energia solar caiu 90% em apenas uma década?

O custo da eletricidade proveniente de energia solar registou uma impressionante queda de 87% ao longo dos últimos dez anos.

Por sua vez, o custo de baterias caiu 85%, segundo o MCC (Mercator Research Institute on Global Commons and Climate Change, sediado em Berlim) num estudo publicado na prestigiada revista Energy Research & Social Science.

O estudo revela ainda que a energia eólica e as bombas de calor também estão a sofrer uma descida acentuada nos preços, o que demonstra que as energias renováveis não só são ecologicamente viáveis, como são tão ou mais economicamente competitivas do que os combustíveis fósseis.

Mais: Guia Fundo Ambiental 2023

“Alguns cálculos sugerem mesmo que todo o consumo mundial de energia em 2050 poderia ser completa e economicamente coberto pela tecnologia solar e outras energias renováveis”, notou Felix Creutzig, líder do estudo.

Como tal, os autores acreditam que o cumprimento das metas do Acordo de Paris talvez nem exija o recurso à captura e armazenamento de carbono proveniente da queima extensiva de carvão e biomassa, como atualmente se contempla.

A título de exemplo, os especialistas esperam que, em 2050, 63.000 terawatts-hora de energia solar estejam disponíveis em todo o mundo – o dobro do que é fornecido hoje pelo carvão. Ainda assim, consideram que toda a economia em torno do carvão – nomeadamente, empregos, impostos e liquidez financeira – tem levado governos a manterem os seus investimentos nesse combustível fóssil, apesar da competitividade das suas congéneres verdes.

Mais: Perovskita: o futuro dos painéis solares está aqui

Mas as renováveis têm mais um truque na manga a justificar o seu baixo preço: a tendência para as tecnologias granulares. Na prática, tratam-se de soluções à base de elementos simples que permitem que células solares, baterias, bombas de calor e turbinas eólicas possam ser montadas como peças de Lego, de modo a formarem sistemas maiores.

Se juntarmos estas inovações aos desenvolvimentos promissores da perovskita, as bases estão lançadas para que a transição climática apresente muito menos fumo e cada vez mais sol.

Sabia que as candidaturas ao apoio do Fundo Ambiental terminam já a 31 de outubro? Não adie mais! Sabia que somos instaladores certificados pelo Fundo Ambiental e que todos os nossos clientes tiveram a sua candidatura aprovada? Fale connosco!

Serviço de consultoria para o Fundo Ambiental 2023

Crédito da foto: Andres Siimon/Unsplash

Deixe um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

This field is required.

This field is required.